sábado, 18 de setembro de 2010

Viajou na maionese

É tão bom lançarmos toda a nossa expectativa em uma coisa e sairmos satisfeito após a realização de tal; planejamos um futuro próximo e "lançamos " nossas fichas sobre ele. Quando não obtemos o resultado esperado, nos frustramos. Não quero falar sobre frustação hoje, porque está um dia tão bonito, não em relação ao tempo que está nublado, cinzento aqui em curitiba, mas meu estado de espirito faz com que eu veja o dia tão bonito. Estive no show da banda Resgate ontem, e as horas em pé valeram pelo tempo de contemplação e adoração que tive naquele lugar. Começei ouvindo resgate, quando eu era pequena, afinal ter pais músicos em casa faz com que você também se torne uma "pseudo" apreciadora de músicas boas. Então curtia os cds deles, mas nunca me empenhei em ouvi-los com tanta frequência, mas há pouco tempo peguei um cd relativamente antigo e comecei a ouvir, "sol do meio dia" entre outras. Deixei no carro e as pessoas me olhavam dizendo : -Kath, que músicas antigas", -tá, eu gosto, e não se julga música pelo tempo que ela existe, mas pela qualidade( afinal Elvis não é ouvido em 2010 a toa). Continue apreciar o som, até que um dia entrei no carro e tocava uma música muito boa "dormiu Transformes, acordou fusca e sempre muda pra pior (...) " fiquei QUE? E minha mãe disse a seguir que era o novo cd do Resgate, fiquei boba e fui logo ouvindo em várias viagens que fizemos de férias. o cd foi rodado por aproximadamente 10 a 15 vezes e não tinha como não ouvir, era viciante. E assim não parei mais de ouvir e começei a apreciar o som dos caras. Até o dia em que descobri que eles estariam em curitiba, não pude deixar de criar uma expectativa dentro de mim, e ansiar por ir nesse show. Achei que não conseguiria, tenho estágio nas sextas e chego acabada. Porém ao chegar em casa com muita dor nas pernas, sono e cansaço minha mãe diz que vai o show. Sem hesitar só troquei de roupa e fomos. Me surpreendi com o número de jovens e adolescentes no lugar. Não havia apenas uma faixa etária, eram várias pessoas de estilos e idades diferentes que ouviam o mesmo som. O show começou e a cada música que eu ouvia, sentia que era a primeira vez que aquele som entrava por meus ouvidos, e a presença de Deus realmente me encheu. Ouvir um som ao vivo é totalmente diferente. Parece que você sente o som de uma maneira diferente. Sai de lá realizada, e muito feliz pela quantidade de pessoas que aceitaram a Jesus, foi demais! E assim após lançar minhas expectativas e projetar um futuro próximo me realizei nessa sexta-feira, e voltei para casa com um sentimento de renovo. Minhas pernas doem, minha voz está rouca,porém meu coração está cheio do espirito.
Alguém também achou um pouco exagerado a maneira com que descrevi esse show? "VIAJOU NA MAIONESE".

2 comentários:

Rafa disse...

Olá Kath super legal o seu blog, curti mesmo! Você escreve super bem. Parabéns!
Bom, deixa eu me apresentar...rs
Sou o Rafael, estive no show do resgate no sabado... tirei uma foto com a banda, talvez vc até tenha me visto rs
li seu post sobre o show e sabe que hoje a tarde eu tmb fiz um post no meu blog sobre o show? rs
Então queridona, vamos combinar o seguinte? eu sigo teu blog e vc segue o meu? rs
o endereço do meu é: http://saiqueagoraeuqueroandar.blogspot.com/
ahhh segue meu msn e twitter tmb
rafacvp2006@hotmail.com
twitter: rafa_uziel
beijão
Deus abençoe!

Emily Santos disse...

Priiimaaa, com certeza não foi exageiro sobre o show, na boa ! Foi muito massa ! e quando eu li você dizendo que repetiu muitas vezes o cd lembrei da música "da una vuelta máááás, solamente una vuelta" *-* hahahaha mas realmente, Resgate é viciante e alucinante, a gente vai pra outra realidade quando está ouvindo !
Beijos Pri ;3

Postar um comentário

 

Template by Suck my Lolly